Por dentro de quase nada, mas querendo mostrar o que há dentro de mim. Meu nome é Fabiana e às vezes escrevo coisas.

08 maio 2008

Sempre adiante...


"Há um tempo em que é preciso abandonar as roupas usadas, que já têm a forma do nosso corpo, e esquecer os nossos caminhos, que nos levam sempre aos mesmos lugares. É o tempo da travessia: e, se não ousarmos fazê-la, teremos ficado, para sempre, à margem de nós mesmos." (Fernando Pessoa)

Dia desses, eu estava escutando uma música da Fernanda Brum, Por um momento assim. Falava sobre alguém que, encontrando um lugar agradável, construiu uma casa em uma ladeira e ali ficou. Não se preocupou em perguntar, nem descobrir o que havia mais adiante. Só que o Senhor sempre lhe falava: “Sobe mais alto e maravilhas tu verás!”.

Ambos – o pensamento de Fernando Pessoa e a música de Fernanda Brum – tocaram-me no mesmo sentido: a Palavra de Deus que nos diz que “... as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo”, em II Coríntios 5:17. Deus está sempre buscando uma forma de nos mostrar que andar com Ele é ANDAR, não estacionar (como ouvi na pregação de ontem).

A nossa caminhada com Deus é a ladeira de que fala a música. Ela é sempre crescente. Deus quer que vivamos sempre em novidade de vida, sempre descobrindo novas coisas. No entanto, algumas vezes nos agradamos em permanecer em algum ponto de nossa caminhada, ou seja, algo nos leva a estacionar e ali permanecer. Isso pode ocorrer por causa de um emprego, um relacionamento ou mesmo uma condição ministerial. Nosso coração se sente confortável ali – é tranqüilo, sem turbulências, tudo esquematizado, sem muitas surpresas... PERFEITO! É tudo o que um ser humano quer – estabilidade. Só que isto não é o melhor que Deus tem a oferecer. E garanto que, mesmo embaixo do teto e sob o calor dessa casa da ladeira, algumas vezes somos levados a pensar: “O que há mais pra cima?”.

A questão é que nunca saberemos se não arriscarmos. Na mesma música, após o convite do Senhor, dizendo que podemos ver maravilhas se seguirmos adiante, Ele previne: “Mas a tempestade poderá chegar!”. As tribulações podem vir e já não estaremos protegidos por um teto seguro. Ocorre que, quando estamos debaixo da perfeita vontade de Deus – caminhando, subindo, seguindo adiante – Sua proteção e cuidado sobre nós é infinitamente superior do que qualquer estrutura humana poderia proporcionar. É enfrentar vento, tempestade, frio e saber que tudo aquilo é um treinamento para o que há de vir: mais uma surpresa incomparável do Senhor.

Como Fernando Pessoa deixa claro, temos uma escolha a fazer. Penso que seja diária essa opção. Devemos acordar e optar por, naquele dia, colocar tudo diante do Senhor e perguntar o que Ele quer de nós, onde quer que caminhemos, o que quer que façamos. Senão corremos perigo de viver uma vida cristã limitada dentro de nós mesmos, de nossos pequenos sonhos e medíocres desejos.

4 comentários:

Edmilson - Brasília/DF disse...

Oi Fabiana.
passei só para dar um alô. De vez em quando eu leio seus artigos, mas é a primeira vez que escrevo. E esse texto é bem reflexivo. Se os cristãos deixassem seus próprios desejos, e vivessem realmente uma vida de servos de Deus por meio de Cristo, o cristianismo seria outro...
Vinde, e vede as obras de Deus; Ele é tremendo nos seus feitos para com os filhos dos homens. (Salmo 66:5)

Anônimo disse...

...Porque andar com Deus é viver de fé em fé, de glória em glória. Simplesmente isso. É tudo novo todo dia. É surpresa toda hora pra quem busca e está disposto(a) a viver n'Ele. É indescritível, imcomparável e intransferível! É maravilhoso!!!
abraço,
Alessandro

Lívia disse...

Fabiiiiiii, meu blog favoritooooooooo.

Essa frase diz tudo: com Ele é ANDAR, não estacionar

Vamos seguindo em frente e crendo cada dia mais.

Seus textos surgem pra mim como uma fonte que me ajuda nessa longa e difícil caminhada.

Bjo grande!

Jamile Fernandes disse...

Minha músicaaaaa!!!
Lindo...o mais lindo de todos!!!
Você sabe da identificação né?
Esse monte aí estaremos sempre subindo, é o monte que conta a história da nossa vida!!!
Que bom saber que essa história vai ser contada não pelos livros que lemos nem pelas músicas que gostamos, mas pelo desejo de estar perto de Deus!!!
Amo vc, minha amiga!!!