Por dentro de quase nada, mas querendo mostrar o que há dentro de mim. Meu nome é Fabiana e às vezes escrevo coisas.

20 julho 2010

Enfrente o gigante!

No último domingo, em minha igreja, logo na entrada recebi uma pedrinha branca onde havia escrito “ENFRENTE O GIGANTE”. Houve um teatro que, de forma engraçada e interativa, remontou a batalha entre os filisteus e o povo de Israel, entre o gigante Golias e o pequeno Davi. O engraçado é que esta representação do antigo episódio me fez refletir demoradamente na dimensão do que Deus fez tanto tempo atrás.

Explico: para alguém que, como eu, nasceu na igreja e “desde sempre” escuta histórias como a de Davi e Golias, muitas vezes a aceitação dos fatos bíblicos passa a ser uma coisa meio automática e comum. Confesso que em diversas horas não tive a dimensão do milagre ao lê-lo na Bíblia simplesmente porque já era uma história que eu escutava desde criança. Só aos poucos é que Deus vai me permitindo redescobrir as maravilhas de histórias que eu sei assim, “desde sempre”. É tardio, mas, ao mesmo tempo, fabuloso. Não saberia descrever a alegria que me dá quando, numa situação de meu cotidiano, identifico uma verdade que Deus plantou no meu coração há anos, mas que só naquele momento se concretiza; é como se o próprio Pai desenhasse pra mim.

Assim aconteceu domingo, quando olhei para a pedrinha que clamava para eu enfrentar o gigante. Tudo se tornou muito real: o menino franzino, o soldado muito grande, dois povos em guerra, a honra de Deus sendo desafiada e, enfim, o milagre – uma pedrinha quase insignificante, no entanto suficiente para levar Golias ao chão. Ao mesmo tempo, me veio à mente meus problemas e minha dificuldade em afrontá-los. Tenho muitos “Golias” em minha vida: protelação de atitudes que tenho que tomar para crescer ainda mais, desânimo, impaciência. São gigantes que tenho que encarar todos os dias e que, muitas vezes, acabam por zombar de mim por não vencê-los.

Pois bem, cá está a pedrinha, bem abaixo da tela de meu computador. Resolvi deixá-la aqui para lembrar de que os gigantes sempre existirão, mas que, embora pequena como Davi, tenho um Deus tão poderoso que é capaz de com uma simples pedrinha derrubar todos os obstáculos que me impedem de vencer nesta vida.

Publicado em 20/07/2010 no blog Cotidiano e Fé, no Jornal O Povo.

4 comentários:

Facundo disse...

Jesus ainda diminuiu mais esta pedrinha a transformando num grão de mustarda né!? hehehehehe

Vc tem razão, pelos nossos olhos estrem já "viciados" por inúmeras leituras que já fizemos, perdemos um pouco da dimensão milagrosa que existe numa narrativa destas. Isso pq já partimos do pr-e-suposto que já sabemos que Davi irá derrotá-lo.

Queria eu que Deus tirasse de minha memória as histórias biblias e eu fosse ler pela primeira vez... Nossa, eu ia tremer nas bases pensando numa coisa assim e iria achar o Davi um sem juízo suicida! hehehehehe

Imagine eu lendo a história de José, quantas praguejações eu ia soltar pra Deus! Quero nem pensar! kkkkk

Abração queridona! Adoro seus textos!

Sarah disse...

Essa é a magia da palavra de Deus que se renova. A mesma história lidas em momentos diferentes nos fortalecem de formas diversas. Deus é bom demais, moça linda!
E que essas historinhas possam ter seus valores fixados nos nossos corações, gerando valores eternos!
Te amo!!
=******

Edilson de Holanda disse...

Oi Fabi,

Prometi hoje na tenda e estou por aqui pra passar o endereço do meu blog:

http://www.edilsondeholanda.blogspot.com/

Escrevo nele, no Cot. e fé e em algumas outras et ceteras...

Gostei do seu blog. Vou ficar passando pra ver as novidades...

Abraço e Paz...

Kati disse...

"...lembrar de que os gigantes sempre existirão, mas que, embora pequena como Davi, tenho um Deus tão poderoso que é capaz de com uma simples pedrinha derrubar todos os obstáculos que me impedem de vencer nesta vida."

FabiT... tu tens o dom de aliviar as nossas angustias sabia? Quando me pego com medo, pq parece que não consigo confrontar com os meus gigantes... as vezes, e por várias... parece q nada vai mudar. Mas venho aqui, e suas palavras são como um bálsamo para o meu coração inquieto demais...

Você é um "doce de Deus" para os meus dias... Amo-te