Por dentro de quase nada, mas querendo mostrar o que há dentro de mim. Meu nome é Fabiana e às vezes escrevo coisas.

10 janeiro 2008

Fé em Deus e fé no que virá...


"Senhora, entre a Itália e a Áustria há uma parte dos Alpes chamada Semmering – é uma região das montanhas muito íngreme e alta. Assentaram trilhos nessa parte dos Alpes para ligar Viena e Veneza. Assentaram os trilhos antes mesmo que houvesse trem para percorrer o trajeto. Construíram porque sabiam que um dia o trem chegaria."

Isso fui eu, assistindo “Sob o sol da Toscana” dia desses. Ainda costumo me admirar como o Senhor é capaz de falar aos nossos corações por meios que, aparentemente, não têm nada a ver com Ele.

Às vezes tenho a sensação de que perdi a minha fé. Não que eu fique desanimada (se bem que isso também acontece), mas passo a viver a minha vida independente das promessas que Deus tem para mim – passo a traçar meus próprios propósitos, metas, caminhos. Não é de se admirar que, na maioria das vezes não dá nada certo ou, quando dá, não me sinto realizada.

Quando a gente coloca nossa vida nas mãos do Senhor, não adianta: só seremos felizes se aprendermos a depender Dele em TUDO – sentimentos, estudos, profissão, ministérios, relacionamentos. Ele, se quisermos e permitirmos, nos orienta em tudo.

Só que muitas vezes a gente quer se adiantar e fazer as coisas na frente do Pai. Ou então, tendemos a determinar: “Deus, eu quero assim!”. E não paramos para perguntar qual era a perfeita e agradável vontade Dele. E quando tomamos conta de nossa própria vida, acabamos por deixar a fé de lado. A fé de que Deus está no comando, fé de que Ele tem sempre o melhor, fé em tudo aquilo que cantamos nos louvores, mas não vivemos.

Quando assisti o filme e atentei para o que um dos personagens disse sobre os trilhos, voltei a entender que cada passo de nossa vida e caminhada com Deus é uma questão de fé (“voltei a entender” é porque volta e meia eu esqueço até os mais básicos princípios do meu relacionamento com Deus). É difícil começar a construir uma estrada sem saber se você vai ter carro ou forças para trilhá-la. Imaginem como foi para Noé construir uma arca porque Deus disse que haveria uma inundação num local onde não chovia há anos! (Cf. Gênesis 6). Além de ser alvo de zombaria, imagino com que freqüência ele se perguntou se tinha mesmo ouvido a voz de Deus, se não estava ficando louco. Ele era humano, assim como nós. Só que, ao contrário de muitos de nós, ele não deixou que sua racionalidade sobrepusesse a sua fé no Deus vivo.

Muitas promessas de Deus em nossas vidas estão esperando somente uma atitude positiva de nossa parte para que o Senhor as derrame ricamente. Não vivamos fazendo de conta que Deus não faz planos para nós. Isso impede o Seu mover em nossas vidas. Vivamos como se a bênção já estivesse em nossas mãos, vivamos PELA FÉ.

Ô coisa bonita é essa fé que o Senhor tem me ensinado. Que Ele nos abençoe sempre, sempre.

Um comentário:

Lívia disse...

É o que mais tenho pedido a Deus nos últimos dias...aprender a colocar a minha vida nas mãos dele.
Tenho enfrentado situações dificeis e vejo que não sou tão forte o quanto penso ou pensei...E a única solução que sinto eu meu coração é deixar tudo nas mãos d'Ele, ser guiada por Ele...
Ter aquela fé inabalável que tanto almejo.
As suas palavras nos encorajam Fabi, pode ter certeza.
Deus a abençoe.
=**