Por dentro de quase nada, mas querendo mostrar o que há dentro de mim. Meu nome é Fabiana e às vezes escrevo coisas.

07 março 2010

Sobre a paixão...

(Transcrito de um papel vermelho, branco, azul e preto, todo rabiscado, informe publicitário da revista TAM nas nuvens, edição de fevereiro de 2010.)

Sobrevoando algum estado entre o Ceará e São Paulo, 01 de março de 2010.

Todos nós temos paixões. E é certo que acontecem fatos durante o dia que inspiram estas paixões, acendendo-as, avivando-as, tornando-as quase insuportáveis de se conterem dentro do peito. ESCREVER é uma de minhas paixões. Sair da rotina me inspira. Viajar me inspira. Ler crônicas cotidianas de Martha Medeiros definitivamente me inspira! E isso tudo está acontecendo neste exato momento - saí da rotina para viajar para SP e, na livraria do aeroporto, comprei um livro da autora. Fiquei então com uma vontade incontrolável de escrever e, adivinhem... nem sinal de um bloquinho de papel em branco por perto. Nem um guardanapo. "Droga! Será que as companhias aéreas não pensam nos clientes que sofrem ataques de compulsão pela escrita?" - pensei. Depois me toquei que ter pessoas assim a bordo não deve ser tão comum. Então, dentro da minha discreta excentricidade, não me incomodei em puxar a revista da TAM e procurar uma página com espaço razoável para que eu pudesse dar vazão a esta fúria das palavras dentro de mim.

Queria falar sobre paixão. De fato, ela é minha companheira fiel, pois não sei fazer quase nada com excelência sem que ela esteja de mãos dadas comigo. Mas não me refiro à paixão tão comumente falada  por aí. Não falo daquela que nos tira a razão e nos faz cometer insanidades; nem daquela que destrói lares, que exclui princípios; tampouco daquela que nos tira o chão quando se ausenta. Falo das paixões colocadas por Deus em nossas vidas. Pelas coisas simples. Paixão por estar com os amigos, que são verdadeiros presentes dos céus. Paixão por fazer um trabalho bem feito e ter a certeza de que, profissionalmente falando, se está no lugar onde Deus queria que estivesse. Paixão por ler um bom livro e agradecer ao Pai pela vida, saúde e criatividade de ser teletransportada para vários mundos através da leitura. Paixão por cantar, dançar, por ESCREVER!

A paixão, apesar de seu efeito devastador quando advinda de fontes equivocadas (como pode acontecer com todos os demais sentimentos), é algo permitido por Deus em nosso coração para dar um colorido especial à vida. É tão bom pensar em algo que gostamos de fazer e que sabemos que foi colocado por Deus em nosso ser e, de repente, sentir aquele instigante frio na barriga! É assim que me sinto agora - apaixonada por Deus me dar a oportunidade de quebrar minha rotina e esquentar minha paixão por escrever sobre como Ele é maravilhoso em me permitir ser tão humana a ponto de me apaixonar SIM, mas pelas coisas Dele.


Mais uma vez, OBRIGADA, DEUS!


Fabi


3 comentários:

Livia disse...

Deus abençoe seu dedinhos amiga querida!!

Bom demais ter vc como companheira de caminhada!!! amo.

Anônimo disse...

Fabi, ateh q fim, eu encontrei o teu blog! no qual estava curiosa em ver, desde que falaram no pg. Li tres textos acima. Menina, que paixao linda que Deus colocou na sua vida de escrever, vc eh bem inspirada, criativa e movida no amor incondicional de Deus! Posso contemplar a gloria de Deus em suas palavras que traz um sentido especial que aponta para Deus!! vc estah de parabens, mana!! e estah nos meus favoritos site. Desejo de coracao na sua vida, esta simplicidade, humildade e o amor de Deus manifestado nao soh em palavras como em atitudes! beijaooo!!! Renata Peixoto ( A branquela)

Anônimo disse...

Bom ver que ainda escreves muito bem. Parabéns.
Danihel Trigueiro