Por dentro de quase nada, mas querendo mostrar o que há dentro de mim. Meu nome é Fabiana e às vezes escrevo coisas.

27 julho 2008

Tão perto e tão longe...



"Entidade metafísica de natureza superior à minha". Eu já ouvira falar de Deus de várias formas: "força maior", "o lá de cima", "o todo-poderoso", "o cara", ou simplesmente "Ele". Algumas até desrespeitosas, mas aquela primeira me surpreendeu. Vou até repetir: "entidade metafísica de natureza superior à minha" - ouvi-a em minha aula de especialização. Acho que a pessoa que falou quis dar abrangência ao termo, ou ainda exacerbar, mesmo que de forma levemente irônica, a importância e imponência desse ser que rege todo o universo.

Distância - foi o que senti. Vi que a pessoa colocou o bom Deus num patamar de tal modo inalcançável, que teve de utilizar-se dessa qualificação para se referir a Ele. É claro que a Bíblia fala de Seu poder, de Sua onisciência, onipotência e onipresença. Sabemos que Deus é Deus e nada é impossível para Ele. No entanto, a meu ver, em momento algum Deus se pôs em uma posição de distância da humanidade. Embora muitas pessoas hoje se perguntem "onde está Deus?" frente às grandes catástrofes mundo afora, a Palavra de Deus nos mostra o quanto Ele sempre esteve perto. Mesmo no deserto (cf. livro de Êxodo) foi claro o cuidado (não faltou comida e as vestes do povo de Israel não se desgastaram) e presença de Deus (a nuvem de fumaça durante o dia e a coluna de fogo durante a noite). Até mesmo Jonas, que tentou fugir de Deus, pôde buscar Sua presença dentro da barriga do peixe. Ok, ok - tudo isso parece conto de fadas (embora eu acredite piamente que tudo seja a mais pura verdade!). Então busquemos ver a atenção de Deus para conosco na própria criação, neste mundo lindo, na perfeição com que funciona o organismo do ser humano. Difícil mesmo seria crer que tudo isso nasceu de uma grande explosão, hum?!

Este Deus "próximo" tem cuidado de mim durante toda a minha vida. Mesmo nos momentos em que eu cheguei a duvidar de Sua presença (como já descrevi no texto Dandelion, neste mesmo blog), Ele mostrou que, apesar de tremendo, também é um Deus personalíssimo, que trata pessoal e intimamente com cada um de nós. E por conhecê-lo desta forma, não poderia apelidá-lo de "entidade metafísica de natureza superior à minha". Faria mais justiça chamando-o de Pai, Jesus querido, meu amado, meu amigo e companheiro. Não é, de forma alguma, faltar-lhe com o respeito ou rebaixar-lhe de Sua soberania; antes é retribuir-lhe o imenso interesse e cuidado que tem conosco, dia após dia.

Te amo, Paizinho! Mais e mais a cada dia...

5 comentários:

Lívia disse...

Que saudades dos seus textos Fabi.
Deus é grandioso, nosso amigo de todos os dias, guia da nossa caminhada."Minha definição" seria a de Pai, Pai de amor, carinhoso e zeloso...

Amo você, que é um dos presentes desse Pai maravilhoso em minha vida.

Edmilson - Brasilia/DF disse...

Uma pena que algumas (para não dizer muuuuitas) pessoas estão tão longe de Deus. Por isso a humanidade está assim, e vai caminhando de mal a pior... mas graças a Deus pela vida de pessoas que ousaram dizer NÃO ao pecado e viver uma vida de santidade e comunhão com nosso Criador. Assim somos nós... E parabéns pelo texto. Passei para te mandar um beijão, Fabi. Que Deus te abençõe ricamente, mais e mais...

Jamile Fernandes disse...

Eeeeeba!!!
Saudade de vir aqui...

Diane disse...

Deus = Amor, Amor maior...
Citaria outras tantas que não caberia nesse comentário...Amigo, Companheiro, Fiel, Santo, Benigno...etc.
Pena muitas pessoas estarem tão longe que não possam desfrutar desse imenso amor...
Deus te cubra ainda mais com esse "Amor".
Amo vc!

Aff, que saudades de vc Fabizinha... Manda notícias!

Ferreira Junior disse...

"Todos os que são guiados pelo Espírito de Deus, esses são filhos de Deus. Porque não recebestes o espírito de escravidão, para, outra vez, estarem em temor, mas recebestes o espírito de adoção de filhos, pelo qual clamamos: Aba, Pai." (Rm 8: 14-15)

Que Deus continue te abençoando e te usando grandiosamente!